Audiência no Plenário da Câmara discute fechamento da Comarca de Ararendá

A Presidente da Câmara Rachel Eduardo esteve presente na tarde de ontem na segunda audiência pública que discutiu o fechamento da comarca de Ararendá e de municípios vizinhos. O encontro, organizado pela Comissão Diocesana de Justiça e Paz, órgão ligado a Diocese de Crateús, teve a presença de diversas autoridades locais e da região como o Prefeito de Ararendá, Aristeu Eduardo, o Bispo Diocesano Dom Ailton Menegussi, vereadores de outros municípios e membros da sociedade civil organizada.

Em suas palavras, a Presidente da Câmara, Rachel Eduardo, ponderou os problemas que podem vir a acontecer caso a medida proposta do Tribunal de Justiça do Ceará venha se efetivar e parabenizou os presentes pela empreitada em lutar contra o fechamento da comarca. “Precisamos assegurar todos os direitos, vivemos em um país democrático, qualquer tipo de retrocesso não é bem vindo.” Indagou.

Segundo alguns advogados, a medida proposta pelo judiciário cearense altera o cotidiano das pessoas e a própria história da cidade, além da ausência do magistrado para solucionar conflitos, fica incerto o destino dos servidores dessa unidade judiciária, prejudicando os serviços jurídicos garantidos a todos os cidadãos.

Deixe sua Mensagem

Posts Relacionados